2010 começou com uma tournée de apresentação de “Between Waves” pelos auditórios de norte a sul do país e culminou em dois grandes concertos em Abril: Coliseu de Lisboa e Coliseu do Porto, ambos com lotação esgotada, onde mais uma vez, David Fonseca conseguiu superar todas as expectativas numa produção de elevado cuidado artístico e plástico. Depois de percorrer o país inteiro e regressou a Espanha passando por Pontevedra, Santiago de Compostela, Madrid e Barcelona – afirmando, assim, a sua internacionalização por terras espanholas.

Entretanto, em Dezembro de 2010, David Fonseca concebeu o espectáculo “U Know Who I Am – one man, a thousand instruments and a Polaroid” a partir da canção “U Know Who I Am”, o terceiro single a ser retirado de “Between Waves”, o seu último álbum de originais e cujo vídeo ultrapassou as 215.000 visualizações só no YouTube. Tal como o subtítulo indica, David esteve em palco apenas acompanhado dos seus instrumentos e de uma máquina fotográfica. A surpresa foi um elemento presente em todas estas apresentações: com variações nos alinhamentos de concerto para concerto, com o recurso a instrumentos que não estamos habituados a ver em David, com as canções emblemáticas mas também com as menos tocadas, com temas seus e de outros, com conversa e com silêncios, acústico e eléctrico, com música e com imagens.

A tour Between Waves continuou na estrada com concertos por todo o país e além-fronteiras: David Fonseca actuou pela primeira vez no Brasil – no prestigiado Festival Rock in Rio, e ainda em São Paulo e no Teatro Odisseia (Rio de Janeiro). Esteve também em Carballeira de Caldas de Reis – no Festival Cultura Quente, e também em Cáceres, onde recebeu o prémio “Pop-Eye Artista Revelación Europeo”.